Alunos da Escola Estadual Intendente José Fernandes, de Florianópolis-SC, recebem visita do Brasilzinho

Morena Pinheiro – enviada especial

Cerca de 50 alunos da Escola Estadual Intendente José Fernandes receberam, nesta quinta-feira (24), o programa “Cidadania e Justiça também se aprendem na Escola”

Cerca de 50 alunos da Escola Estadual Intendente José Fernandes receberam, nesta quinta-feira (24), o programa “Cidadania e Justiça também se aprendem na Escola”

Costão do Santinho (SC) – Cerca de 50 alunos da Escola Estadual Intendente José Fernandes receberam, no dia 24 de outubro, o programa “Cidadania e Justiça também se aprendem na Escola”. O lançamento foi feito pelo Presidente da AMB, Nelson Calandra, pelo Coordenador do projeto e Diretor-Presidente da ENM, Roberto Bacellar, pelo Coordenador da Justiça Estadual da AMB, Walter Pereira de Souza, pelo Secretário- Geral da AMB, Thiago Elias Massad e pelo cartunista Marcos Vaz, autor das cartilhas da Justiça em quadrinhos e Cidadania. Receberam ainda a ilustre visita do personagem condutor do programa, Brasilzinho – o menino Brasil.

O Presidente da AMB ressaltou a importância da contribuição de todos os envolvidos ligados à escola e ao Judiciário para o desenvolvimento do projeto. “Com o apoio do governo do Estado de Santa Catarina, da Prefeitura de Florianópolis viemos aqui, encontrar com a nossa juventude, e mais uma vez levar a Justiça para a escola”.

Calandra lembrou que a cartilha tem uma linguagem simples, muito didática e “permite que cada criança leve aos seus pais lições simples de cidadania que fazem a diferença e contribuem para que o Brasil seja um país verdadeiramente forte”.

Criado em 1993, no Paraná, o programa e já levou noções de cidadania para mais de 13 milhões de crianças do ensino fundamental de todo o Brasil. “A ideia inicial é juntar a educação com a Justiça, com o conceito de Justiça muito mais amplo do que apenas o Poder Judiciário. A proposta é analisar a Constituição de uma maneira mais simples, de uma maneira lúdica. Com histórias, com as cartilhas e os outros materiais a gente ajuda a despertar nas crianças o espírito cidadão”, explicou o Coordenador do projeto, Roberto Bacellar.

O material para o desenvolvimento do projeto foi entregue a escola e a ideia é que depois de trabalhar com esse material, os alunos conheçam o trabalho do Judiciário mais de perto, visitando a Comarca da cidade. O objetivo do programa é envolver e disseminar os princípios da cidadania por meio das cartilhas e das discussões em sala de aula.

O lançamento, em Santa Catarina, faz parte da programação do V Encontro Nacional de Juízes Estaduais (Enaje). “Essa iniciativa foi pensada em conjunto com o colega Bacellar justamente como forma de contribuição na formação do pequeno cidadão, para que ele conheça os direitos previstos na Constituição e o que significa Justiça. O programa tem um modelo apropriado para a idade das crianças e preparado para a formação desse cidadão que, no futuro, irá decidir os destinos da nação”, disse o Coordenador da Justiça Estadual da AMB, Walter Pereira de Souza.

A Secretária-Adjunta de Educação do Estado de Santa Catarina, Elza Marian Moretto, esteve presente no lançamento do programa e elogiou o trabalho desenvolvido pela AMB. “Nós agradecemos essa inciativa da Magistratura de estar aqui conosco, conhecendo a nossa realidade e construindo esse projeto porque é principalmente na escola que se aprende o que é cidadania, o que é Justiça. Esta é uma bela oportunidade para os professores e principalmente para os alunos”.

Leia a opinião das crianças sobre o Programa:

“Eu aprendi que a gente sempre tem que ter respeito ao outro e que se a gente quiser ser o que a gente quer é preciso tomar iniciativa porque o vale é ter força de vontade”
Maryah Imaculada Ferreira – 12 ano

“Eu gostei mais quando ele explicou quando o Juiz contou a história e quando ele explicou que a gente tem que ter força para ser como ele. Eu aprendi que a gente deve sempre querer para conseguir o que quer”
Vitory Jardim – 10 anos


“O que mais me chamou mais atenção foi quando eles falaram que para ser alguém na vida é preciso estudar”

Manoela Chedid – 10 anos

Leia a Cartilha Cidadania no Portal do Brasilzinho – Clique aqui!
Capa da Cartilha Brasilzinho Cidadania